Music

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Pedido de Oração com Vela Virtual

Ao acender uma vela unimos a nossa oração à oração da Igreja e ao próprio Cristo que diz: 

“Eu Sou a Luz do mundo, aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a Luz da Vida” (Jo 8,12).




De modo particular a “oração é um dom da graça e uma resposta decidida da nossa parte” *, portanto, ao unir nossos pedidos e intenções ao ato de acender uma vela, mesmo que virtual, assumimos concretamente a fé que depositamos em Jesus, luz que ilumina as trevas.
As velas não são mágicas, mas nos fazem reconhecer nossa dependência de Deus que, embora saiba do que precisamos (Mt 6,8), nos dá liberdade para o pedir e ouve a oração que lhe direcionamos.
“Que minha oração suba até vós como a fumaça do incenso” (Sl 140, 2)
* Catecismo da igreja Católica, 2725
"A VELA ESTA ACESA, AGORA DEIXE SEU NOME E SEU PEDIDO DE ORAÇÃO."


Clique onde diz: COMENTÁRIOS
e  deixe seu pedido ou mesmo
uma oração!!!

NOSSO BLOG DE PEDIDOS DE ORAÇÃO:

http://rezandocomnsaparecida.blogspot.com.br/

Nossa pagina no face:

https://www.facebook.com/N.S.Aparecida.SilKaszmirski

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

DESAPARECIDO JOÃO RAFAEL


A INTERNET FAZ MILAGRES ATRAVÉS DE VOCÊ!
QUANTO MAIS VOCÊ DIVULGAR MAIS PESSOAS 
VÃO VER A CARINHA DO NOSSO 
LINDO ANJO JOÃO RAFAEL
PODEMOS CONTAR COM SEU #COMPARTILHAR 

A fanpage dele é https://www.facebook.com/joaorafaelkovalskidesaparecido

DEUS LHE CUBRA DE BENÇÃOS! MUITO GRATA! Sil Kaszmirski

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Oração de Descontaminação


Eu... em nome de Jesus, ordeno que saia de mim, 
de minha casa, de meus filhos, de minha esposa (o), 
de minha família, de meus amigos, de minha 
comunidade, todo o espírito de contaminação
espiritual e ordeno que vá se prostrar aos Pés da 
Cruz do Senhor Jesus, e os proíbo de voltar.  
Que saia também toda contaminação, toda fúria do inimigo, 
toda seta, todo dado inflamado de todos os meus 
bens materiais, físicos, espirituais e emocionais. 
Agora Jesus, eu me lavo no Teu Sangue precioso, 
juntamente com minha família. Que o Teu Sangue, 
Senhor Jesus, seja para nós cobertura e proteção.
Divino Espírito Santo renova em cada um de nós a 
Tua unção, a Tua força e o Teu poder. Virgem Maria 
e Anjos do Senhor roguem por nós. Amém.

domingo, 18 de agosto de 2013

Consagração a Nossa Senhora Aparecida

Curta a nossa pagina no face --> 
Oração de Consagração a Nossa Senhora Aparecida
Na voz do Papa Francisco:

Ó Maria Santíssima, que em vossa querida imagem de Aparecida espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil, eu, embora indigno de pertencer ao número dos vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis. Consagro-vos minha língua, para que sempre vos louve e propague vossa devoção. Consagro-vos meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas. Recebei-me, ó Rainha incomparável, no ditoso número de vossos filhos e filhas. Acolhei-me debaixo de vossa proteção. Socorrei-me em todas as minhas necessidades espirituais e temporais e, sobretudo, na hora de minha morte. Abençoai-me, ó Mãe Celestial, e com vossa poderosa intercessão fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda a eternidade. Assim seja! 


video

A Assunção da Virgem Maria

A Assunção da Virgem Maria
É um artigo de fé que Maria foi levada ao céu em corpo e alma, evento que realizou em 15 de agosto


Explicação do partido

A Assunção é uma mensagem de esperança que nos faz lembrar da alegria de alcançar o céu, a glória de Deus ea alegria de ter uma mãe que alcançou o objetivo para o qual caminhamos.

Neste dia, lembramos que Maria é uma maravilhosa obra de Deus. Concebida sem pecado original, o corpo de Maria foi sempre impecável. Estava completamente puro. Sua alma nunca corrupto. Seu corpo nunca foi manchada pelo pecado, sempre foi um templo santo e imaculado.

Além disso, apresentamos a Cristo por todas as graças derramadas sobre sua Mãe Maria e como ela foi capaz de responder a elas. Ela alcançou a glória de Deus por viver as virtudes. Ele foi coroado com tais virtudes.

A maternidade divina de Maria foi o maior milagre ea fonte de sua grandeza, mas Deus coroou Maria por sua mãe solteira, mas por suas virtudes: a sua caridade, a sua humildade, a sua pureza, sua paciência, sua gentileza, seu perfeito homenagem de adoração, amor, louvor e ação de graças.

Maria cumpriu perfeitamente com a vontade de Deus em sua vida e isso é o que a levou a alcançar a glória de Deus.

Na Terra, todos nós queremos chegar a Deus e neste trabalho todos os dias. Esta é nossa esperança. Mary já conseguiu isso. O que ela alcançou nos anima. O que ela serviu-nos esperança.
Mary tinha grande confiança em Deus e seu coração estava cheio de Deus.

Ela é nossa Mãe do Céu e está disposto a nos ajudar em tudo o que pedimos.

Um pouco de história

Papa Pio XII definiu como dogma de fé a Assunção de Maria ao céu em corpo e alma, em 1 de Novembro de 1950.

A festa da Assunção é "a festa de Maria", a mais solene das festas da Igreja realizada em sua honra. Neste dia celebramos todos os mistérios da sua vida.

É a celebração de sua grandeza, de todos os seus privilégios e virtudes, que também são realizadas separadamente, em datas diferentes.

Neste dia nós nos lembramos de Cristo por todas as graças derramadas sobre sua mãe, Maria. Como bem sabiam que ela retribuir! Portanto, pela sua experiência das virtudes, ela alcançou a glória de Deus é coroado por essas virtudes.

Mary é uma maravilhosa obra de Deus: mulher simples e humilde, concebida sem pecado original e, portanto, criatura pura. Sua alma nunca corrupto. Seu corpo nunca foi manchada pelo pecado, sempre foi um templo de Deus, santa e imaculada.

Na Terra, todos nós queremos chegar a Deus e para isso que trabalhamos todos os dias, e essa é a nossa esperança. Maria já foi atingido. O que ela já tem nos anima para alcançar o bem.

Mary tinha grande confiança em Deus, seu coração estava cheio de Deus. Ele morava com uma grande paz, porque ele viveu em Deus, porque cumpriu perfeitamente a vontade de Deus durante toda a sua vida. E é isso que a levou a desfrutar da glória de Deus. Desde a sua Assunção ao Céu, ela é nossa Mãe do céu.

Sugestões para a festa:


Ter uma imagem da Virgem Maria no momento da Assunção e colocá-lo juntos em um vaso para uma flor propagação com um sinal da própria virtude da Virgem para ponderar cada um e coloque este sob a flor.
Coroação da Virgem Maria, colocando uma coroa e ao explicar que veio ao céu em corpo e alma.
Transportar e oferecer flores à Virgem.
Rezar o Rosário como uma família com grande devoção.
Cantar a música para a Virgem Maria, "Quem é essa mulher?"


Após consulta sobre a Assunção da Virgem Maria

NOTA:

Por ocasião da celebração da Solenidade da Assunção da Virgem Maria na Christian-BEC eletrônico Ve-Biblioteca multimídia preparou um especial Assunção de Santa Maria.

http://www.youtube.com/watch?v=2jkyZk8rpwE

ROGAI POR NÓS SANTA MÃE DE DEUS.

Ave, Maria, cheia de graça
O senhor é convosco
Bendita sois vós entre as mulheres
Bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus
Santa Maria, mãe de Deus
Rogai por nós, pecadores
Agora e na hora da nossa morte,
Amém!! Tudo com JESUS, nada sem MARIA...

Maria Santíssima na Doutrina Católica

A Virgindade de Maria Santíssima
Desde as primeiras formulações da fé, a Igreja confessou que Nosso Senhor Jesus Cristo foi concebido unicamente pelo poder do Espírito Santo no seio da Virgem Maria, afirmando igualmente o aspecto corporal deste acontecimento: Jesus foi concebido do Espírito Santo. Os Santos Padres veem, na conceição virginal, o sinal de que foi verdadeiramente o Filho de Deus que veio ao mundo numa humanidade como a nossa:
Diz, por exemplo, Santo Inácio de Antioquia (princípio do século II):
“Vós estais firmemente convencidos, a respeito de nosso Senhor, que Ele é verdadeiramente da raça de David segundo a carne. Filho de Deus segundo a vontade e o poder de Deus; verdadeiramente nascido duma virgem [...], foi verdadeiramente crucificado por nós, na sua carne, sob Pôncio Pilatos [...] e verdadeiramente sofreu, como também verdadeiramente ressuscitou”.
As narrativas evangélicas entendem a conceição virginal como uma obra divina que ultrapassa toda a compreensão e possibilidade humanas: “O que foi gerado nela vem do Espírito Santo”, diz o anjo a São José, a respeito de Maria Imaculada, sua esposa (Mt 1, 20). A Igreja vê nisto o cumprimento da promessa divina feita através do profeta Isaías: “Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho” (Is 7, 14), segundo a tradução grega de Mt 1, 23.
 Maria Santíssima – Sempre Virgem
O aprofundamento da fé na maternidade virginal levou a Igreja a confessar a virgindade real e perpétua de Maria Santíssima, mesmo no parto do Filho de Deus feito homem. Com efeito, o nascimento de Cristo Nosso Senhor «não diminuiu, antes consagrou a integridade virginal» da sua Mãe Santíssima.
A isso objeta-se, por vezes, que a Escritura menciona irmãos e irmãs de Jesus. A Igreja entendeu sempre estas passagens como não designando outros filhos da Virgem Maria. Com efeito, São Tiago e São José, ‘irmãos de Jesus” (Mt 13, 55), são filhos de Maria, discípula de Nosso Senhor Jesus Cristo, designada significativamente como “a outra Maria” (Mt 28, 1). Trata-se de parentes próximos de Nosso Senhor, segundo uma expressão conhecida do Antigo Testamento.
Nosso Senhor Jesus Cristo é o filho único de Maria Imaculada. Mas a maternidade espiritual de Maria Santíssima estende-se a todos os homens batizados, que Ele veio salvar: “Ela deu à luz um Filho que Deus estabeleceu como “primogênito de muitos irmãos” (Rm 8, 29), isto é, dos fiéis para cuja geração e educação Ela coopera com amor de mãe”.
 A Maternidade Virginal de Maria Santíssima no Plano de Deus
O olhar da fé pode descobrir, em ligação com o conjunto da Revelação, as razões misteriosas pelas quais Deus quis que o seu Filho nascesse duma virgem. Tais razões dizem respeito tanto à pessoa e missão redentora de Cristo como à correspondência a esta missão por Maria Santíssima, para bem de todos os homens:
Nosso Senhor Jesus Cristo é concebido pelo Espírito Santo no seio da Virgem Maria, porque Ele é o Novo Adão: “O primeiro homem veio da terra e do pó: o segundo homem veio do céu” (1 Cor 15, 47). A humanidade de Cristo é, desde a sua conceição, cheia do Espírito Santo, porque Deus “não dá o Espírito por medida” (Jo 3, 34). É da “sua plenitude”, que Lhe é própria enquanto cabeça da humanidade resgatada que “nós recebemos graça sobre graça” (Jo 1, 16).
Nosso Senhor Jesus Cristo, o novo Adão, pela sua conceição virginal, propicia o novo nascimento dos filhos de adoção, no Espírito Santo, pela fé (Lc 1, 34). A participação na vida divina não procede “do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” (Jo 1, 13). A recepção desta vida é virginal, porque inteiramente dada ao homem pelo Espírito Santo.
Maria Imaculada é virgem, porque a virgindade é nela o sinal da sua fé, “sem a mais leve sombra de dúvida” e da sua dedicação sem reservas à vontade de Deus.
Maria Santíssima é, ao mesmo tempo, virgem e mãe, porque é a figura e a mais perfeita realização da Igreja: “Por sua vez, a Igreja, que contempla a sua santidade e imita a sua caridade, cumprindo fielmente a vontade do Pai, torna-se também, ela própria, mãe, pela fiel recepção nos ensinamentos e preceitos de Deus: efetivamente, pelo Batismo, gera, para uma vida nova e imortal, os filhos concebidos por ação do Espírito Santo e nascidos de Deus. E também ela é virgem, pois guarda fidelidade total e pura ao seu divino esposo”.